“Caminhos secos” de José Eugênio Borges Almeida

Uma belíssima história sobre a dura vida de quem vive no sertão.

O vencedor da primeira edição do concurso de relato breve foi José Eugênio Borges Almeida que com “Caminhos secos” nos leva ao sertão brasileiro, um vasto território semiárido onde milhares de pessoas lutam diariamente para sobreviver. Em suas páginas nos encontramos com a história de Tonho, um jovem nordestino, membro de uma família numerosa, sem pai nem futuro à vista, que encontra na escola e na educação um caminho para escapar da miséria ao seu redor. “Caminhos secos” nos evoca outro relato, as “Vidas secas” de Graciliano Ramos, e nos recorda que há coisas que damos por garantidas: a água da torneira, a escola, o prato de comida quente na mesa… que alguns ainda lutam por conquistar. Leia o relato completo no e-book “Brasil, historias en pedazos”, disponível na página web de Ediciones Ambulantes.

Compartir

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no skype
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Relacionado:

Sumissão de entrevistas para a REB até 31 de maio de 2021.
O diretor do Centro de Estudos Brasileiros, Ignacio Berdugo, e o diretor do Instituto peabiru, do Brasil, João Meirelles, por modalidade online, apresentaram na
Bruno Ayllón, um dos maiores especialistas sobre o tema das relações entre a Espanha e o Brasil, doa parte da sua biblioteca, disponibilizando as
Um dos maiores especialistas na Espanha sobre as relações entre o Brasil e a Espanha, fala sobre livros e autores para conhecer melhor a
O CEB apresenta aos meios de comunicação seus próximos projetos relacionados com a Amazônia brasileira.
Anterior
Próximo