Em 2003, foi criado o Instituto Brasileiro de Museus, e, neste mesmo ano, em parceria com o programa Mais Cultura, do Ministério da Cultura e do programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (PRONASCI, Ministério da Justiça), ciava-se o programa Pontos de Memória, “com o objetivo de identificar, apoiar e fortalecer iniciativas de memória e museologia social pautadas na gestão participativa e no vínculo com a comunidade e seu território” (site IBRAM).

Em outubro de 2011, o programa Pontos de Memória lançou um edital para a seleção de iniciativas desenvolvidas por “grupos, povos e comunidades em âmbito nacional e por comunidades de brasileiros no exterior” (site IBRAM, 2011), para o registro de práticas de memória social no âmbito da Museologia. O programa estabelecia duas categorias de iniciativas: para projetos desenvolvidos no Brasil e, pela primeira vez, projetos relacionados com as diásporas brasileiras no exterior. O referido texto definia também “atividades museais” como

(…) aquelas relacionadas à memória social e à valorização, pesquisa, preservação, conservação, comunicação e sustentabilidade dos bens culturais de natureza material e imaterial de comunidades e localidades; que tenham como consequência: o respeito à diversidade cultural, a promoção da dignidade humana, o protagonismo cidadão, o direito à cultura, à memória e ao desenvolvimento social (site IBRAM 2011).

Em dezembro de 2011, o resultado da convocatória foi divulgado no Diario Oficial da União, e a iniciativa Ponto de Memória: Memória Oral da Imigração Brasileira na Espanha havia sido selecionada entre os projetos a serem desenvolvidos no exterior, recebendo o primeiro prêmio (DOU 2011). Em novembro de 2012, o programa publicou um segundo edital, sendo a iniciativa Ponto de Memória na Espanha contemplada novamente. O Ponto de Memória na Espanha desenvolveu atividades sob o amparo do programa Pontos de Memória entre os anos de 2013 e 2015.

O objetivo desta iniciativa é a promoção da construção, valorização e preservação da memória social dos imigrantes brasileiros na Espanha, como noção de patrimônio cultural, através do registro em suporte digital dos testemunhos orais da experiência migratória brasileira na Espanha.

Titular: Elisa Tavares Duarte
Contato:
Centro de Estudios Brasileños
Plaza de San Benito, nº 1
7002 Salamanca
T +34 923 294 825
E- mail: pontodememoriaespanha@gmail.com

Publicaciones Issuu

O documentário “Asocia2” é o resultado de uma série de entrevistas realizadas a membros de associações brasileiras na Espanha. O objetivo fundamental era conhecer
O documentário “Asocia2” é o resultado de uma série de entrevistas realizadas a membros de associações brasileiras na Espanha. O objetivo fundamental era conhecer
O documentário “Asocia2” é o resultado de uma série de entrevistas realizadas a membros de associações brasileiras na Espanha. O objetivo fundamental era conhecer
O documentário “Asocia2” é o resultado de uma série de entrevistas realizadas a membros de associações brasileiras na Espanha. O objetivo fundamental era conhecer
O documentário “Con más Brasil Documental parte 1” é fruto do programa de rádio “Con más Brasil” emitido pela rádio USAL, em colaboração com
O documentário “Con más Brasil Documental parte 2” é fruto do programa de rádio “Con más Brasil” emitido pela Rádio Universidade de Salamanca, em
Vídeo “Saudade”, elaborado a partir do acervo 2011 da iniciativa Ponto de Memória: Memória Oral da Imigração Brasileira na Espanha.
O programa Con más Brasil, dedicado à música brasileira na Espanha, é uma iniciativa do Ponto de Memória: Memória Oral da Imigração Brasileira na

Radio

Apoyo

Realización