A abertura dos arquivos da ditadura no Brasil, em debate no CEB

O Centro de Estudos Brasileiros acolheu hoje a conferência intitulada “El proceso de apertura de los archivos de la dictadura militar y las fuentes para las investigaciones de casos de graves violaciones de derechos humanos en Brasil (1964 y 1985)”, ministrada por Vivien Ishaq

img_45351715.10.2015

O Centro de Estudos Brasileiros acolheu hoje a conferência intitulada “El proceso de apertura de los archivos de la dictadura militar y las fuentes para las investigaciones de casos de graves violaciones de derechos humanos en Brasil (1964 y 1985)”, ministrada por Vivien Ishaq, coordenadora regional do Arquivo Nacional do Brasil (Brasília) e gerente-executiva do Relatório da Comissão Nacional da Verdade do Brasil. Com esta conferência se encerra o ciclo de atividades que o CEB dedicou aos trabalhos da CNV no Brasil, destacando a exposição que ainda está aberta para visitas no hall da Faculdade de Geografia e História e a conferência sobre “La CNV: cuestiones constitucionales y consecuencias jurídicas”, ministrada pelo Prof. Dr. Pedro Dallari, na Faculdade de Direito. Todos os detalhes e algumas fotografias do evento em Salamancartvaldia.com e Salamanca24horas.com

Compartir

Relacionado:

A Faculdade de Direito da USAL acolhe a conferência do Sr. D. Luis Roberto Barroso.
Finaliza o III CICSH, edição com mais de 200 participantes.
Álbum de fotos da exposição “Brasil negro, Brasil indígena: fotografía experimental decolonial”, dos fotógrafos brasileiros Antônio Joffily, Ruth Sousa, Nármada Sugasti e Thales Lima.
O congresso internacional analisa o centralismo e a descentralização por ocasião do bicentenário da primeira Constituição do Brasil.
O coordenador do Seminário Permanente de Povos e Culturas Indígenas do CEB participa neste espaço de divulgação e intercâmbio.
Previous
Next