O CIHALCEP estreia o documentário “Palabras de Luz” de Pablo Calvo de Castro

O diretor falará do uso do documentário como ferramenta de denúncia no caso do conflito colombiano.

O VI Congresso Internacional de História, Arte e Literatura no Cinema em Espanhol e em Português – CIHALCEP, que se celebrará de 21 a 25 de junho em modalidade online, oferece este ano aos seus alunos a estreia em exclusiva do documentário “Palabras de Luz” (2021) dirigido por Pablo Calvo de Castro.

“Palabras de Luz” é um curta metragem documentário que conta a história de Luz Elena, uma das milhões de histórias do conflito, a violência, a resistência e a luta social na Colômbia.

Luz Elena Salas chegou a Comuna 13 de Medelin ainda muito jovem. A sua família buscava as oportunidamdes que a violência sofrida no campo colombiano lhes negou. Anos depois, Damián David, o segundo de seus três filhos, foi assassinado supostamente por não querer colaborar com os grupos paramilitares que atuavam na zona. Treze anos depois dos fatos, o seu caso continua sem uma resolução judicial. Ela, vítima de migração forçada e de ameaças constantes, trabalha com outras mulheres na buca pelos desaparecidos e na defesa dos direitos humanos em diversas organizações. O documentário percorre a história de sobrevivência e resistência da Comuna 13 através do relato de Luz, das suas recordações, seus sonhos e sua memória.

A estreia, no próximo 23 de junho, será acompanhado de um  encontro com o diretor, que tem como título: “Palabras de Luz. Un relato documental sobre el conflicto colombiano”.

Compartir

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no skype
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Relacionado:

O catedrático de química inorgânica da USAL recebe este importante reconhecimento acadêmico por sua impecável trajetória docente e de pequisa.
Trata-se de uma antologia poética hispano-brasileira contra a violência de gênero, editada por Manuel Ambrosio Sánchez (USAL) e Erivelto da Rocha Carvalho (UnB).
Anterior
Próximo