“La Amazonia Clásica en la colección de João Meirelles Filho”, uma exposição dedicada à origem da iconografia sobre a Amazônia.

As gravuras, reunidas ao longo de quatro décadas, mostram como foi forjada a imagem clássica da Amazônia a partir do início do século XIX até meados do século XX.

No próximo 20 de janeiro o CEB inaugura a exposição “La Amazonia Clásica en la colección de João Meirelles Filho. Lo espectacular y lo cotidiano”, como parte do Seminário “Amazonia brasileña y comunidades indígenas en los siglos XX y XXI”. A inauguração contará com la presença do autor e curador da mostra, o pesquisador João Meirelles Filho, diretor do Instituto Peabiru (Brasil), dedicado aos direitos dos povos originários, à conservação e à pesquisa científica e do diretor do CEB, o profesor Ignacio Berdugo.

Leia a notícia completa  na Tribuna Universitaria e em El Norte de Castilla.

Compartir

Relacionado:

Edimundo Santos, David Tavares e Carlos Mankuzo fizeram vibrar o teatro Juan del Enzina com os distintos ritmos brasileiros.
A atípica temporada de 2020 de BMQS terminou com uma entrevista ao vencedor do concurso de relato breve do CEB, dedicado à Amazônia brasileira.
A mostra, que estará aberta à visitação até 31 de outubro, reúne obras excepcionais salvaguardadas no acervo da Biblioteca Histórica da Universidad de Salamanca.
Álbum fotográfico da inauguração da exposição cartográfica “Grandezas de Brasil en la Biblioteca Histórica de la Universidad de Salamanca”.
Anterior
Próximo