“La Amazonia Clásica en la colección de João Meirelles Filho”, uma exposição dedicada à origem da iconografia sobre a Amazônia.

As gravuras, reunidas ao longo de quatro décadas, mostram como foi forjada a imagem clássica da Amazônia a partir do início do século XIX até meados do século XX.

No próximo 20 de janeiro o CEB inaugura a exposição “La Amazonia Clásica en la colección de João Meirelles Filho. Lo espectacular y lo cotidiano”, como parte do Seminário “Amazonia brasileña y comunidades indígenas en los siglos XX y XXI”. A inauguração contará com la presença do autor e curador da mostra, o pesquisador João Meirelles Filho, diretor do Instituto Peabiru (Brasil), dedicado aos direitos dos povos originários, à conservação e à pesquisa científica e do diretor do CEB, o profesor Ignacio Berdugo.

Leia a notícia completa  na Tribuna Universitaria e em El Norte de Castilla.

Compartir

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no skype
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Relacionado:

Este ano o concurso contou com a colaboração do Museu da Vida da Fundação Oswaldo Cruz do Rio de Janeiro.
O catedrático de Direito Penal da USAL aborda temas como a complexa situação política do Brasil e a injustiça social na América Latina.
O CEB participa novamente da Feira de Boas-vindas da USAL. Venha a conhecer-nos!
Anterior
Próximo