Guia prático, histórico e sentimental da cidade do Recife, um passeio pelo Recife mais desconhecido

O documentário de Leo Falcão mostra uma visão do Recife que a maioria dos turistas (e muitos recifenses) desconhecem.

Em 25 de fevereiro, com motivo da celebração do I Congresso Internacional de Ciências Sociais e Humanas, o CEB acolheu a exibição do documentário Guia prático, histórico e sentimental da cidade do Recife (2008), dirigido por Leo Falcão, uma adaptação livre do livro homônimo de Gilberto Freyre. O longa-metragem, de 70 minutos de duração, mostra uma visão afetiva do Recife que a maioria dos turistas (e muitos recifenses) desconhecem. A projeção foi seguida de uma mesa redonda coordenada por Mario Helio Gomes de Lima (Fundação Joaquim Nabuco/Ministério da Educação do Brasil). Leo Falcão é diretor, roteirista e storyboarder, além de professor universitário e músico. Graduado em Comunicação Social e Publicidade pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), realizou uma especialização em Estudos Cinematográficos na UNICAP e um máster em Desenho pela UFPE. Entre a sua filmografia podemos destacar os curtas Lugar Comum (2002, 18’), TheLastNote.com (2004,14’), A Vida é Curta (2008, 20’), e Guia prático, histórico e sentimental da cidade do Recife (2008, 70′).

Compartir

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no skype
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Relacionado:

Até 31 de maio de 2021, aberto o prazo para submissão de originais para a Revista de Estudios Brasileños.
Anterior
Próximo