Exposição: Izabel

Na próxima terça-feira, 8 de março, às 12:00 horas, o Centro de Estudos Brasileiros inaugura a exposição Izabel, de Ángela Sairaf, a primeira dos quatro selecionados no programa de Residência Artística Fotografia 2016. A exposição, terna e surpreendente ao mesmo tempo, nos apresenta o dia a dia de Izabel, de 60 anos, uma mulher a quem a vida tratou com dureza.

Cartel A308.03.2016

Na próxima terça-feira, 8 de março, às 12:00 horas, o diretor do Centro de Estudos Brasileiros, Prof. Ignacio Berdugo, inaugura a exposição Izabel, com a presença de Ángela Sairaf, autora da exposição, a primeira dos quatro selecionados no programa de Residência Artística Fotografia 2016. A exposição, terna e surpreendente ao mesmo tempo, nos apresenta o dia a dia de Izabel, de 60 anos, uma mulher a quem a vida tratou com dureza. Vive com quatro cachorros, dois enormes ursos de pelúcia e muita fé em um lugar ventilado, bem comunicado e bastante ruidoso de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. O ruído vem de todas as partes, principalmente, do andar de cima -o constante ir e vir dos seus efêmeros vizinhos- e, às vezes de dentro, por alguma eventual preocupação.  Durante a noite, retira a televisão que, durante o dia, permanece coberta e vigiada. Acende o aparelho com o volume baixinho porque assisti-la da cama é um crime. Tem medo de que seja roubada. Izabel, que perdeu um filho com AIDS e tem outros dois perdidos também no mundo das drogas, foi mais fuerte que o álcool e o deixou. A exposição nos mostra em 20 imagens a doçura e o amor pelos detalhes desta mulher, forte e lutadora, e nos revela, ao final, um desagradável segredo.  

Angela Sairaf é Doutora em Técnicas e Processos na Criação de Imagens pela Universidade Complutense de Madri e Máster em Fotografia Contemporânea (EFTI). Recebeu 3 bolsas de formação na Universidade Internacional Menéndez Pelayo onde estudou Poesia Visual, Processos Criativos de uma Jornalista e Natureza da Fotografia. Trabalhou durante mais de 15 anos como redatora e fotógrafa para importantes revistas brasileiras.

A exposição poderá ser visitada no Palácio de Maldonado, de segunda a sexta-feira, 09:00 às 14:00 horas, até o próximo 15 de abril de 2016. É possível fazer download do catálogo da exposição neste link.

Compartir

Relacionado:

Viaje de forma confortável em trem até Salamanca desde qualquer ponto da Espanha com um preço especial.
Até 29 de fevereiro para apresentar sua candidatura.
A historiadora brasileira Laura de Mello e Souza recebe prêmio em reconhecimento à sua trajetória, escolhida pelo International Commitee of Historical Sciences.
Já está disponível o vídeo com a gravação da representação teatral da obra “El Brasil restituido” de Lope de Vega.
Anterior
Próximo