Exposição: Brasil, um itinerário Barroco, de José María Plaza y Sandra Paro

O Centro de Estudos Brasileiros, em colaboração com a Fundação Artístico Cultural Ibero-americana (FACI), inaugura no próximo dia 17 de setembro a exposição "Brasil, um itinerário Barroco: Ouro Preto e Bom Jesus de Matosinhos, Patrimônios Culturais da Humanidade, eternizam Aleijadinho", com desenhos do arquiteto espanhol José María Plaza Escrivá e textos e mosaico da arquiteta brasileira Sandra Paro.

Portada17.09.2014

O Centro de Estudos Brasileiros, em colaboração com a Fundação Artístico Cultural Ibero-americana (FACI), inaugura no próximo dia 17 de setembro a exposição “Brasil, um itinerário Barroco: Ouro Preto e Bom Jesus de Matosinhos, Patrimônios Culturais da Humanidade, eternizam Aleijadinho“, com desenhos do arquiteto espanhol José María Plaza Escrivá e textos e mosaico da arquiteta brasileira Sandra Paro.

Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho, foi um importante escultor, desenhista e arquiteto do Brasil colonial nascido em Ouro Preto, por volta de 1730. Realizou toda sua obra em Minas Gerais, especialmente nas cidades de Ouro Preto, Sabará, São João del-Rei e Congonhas, sendo alguns dos principais monumentos que contêm suas  obras a Igreja de São Francisco de Assis de Ouro Preto e o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, ambos fielmente refletidos nesta exposição. Seu estilo, entre o Barroco e o Rococó, é considerado a maior expressão da arte colonial brasileira, e inclusive do Barroco americano, merecendo um lugar destacado na história da arte ocidental.

A exposição, em homenagem ao segundo centenário de falecimento, estará aberta ao público até o próximo dia 17 de outubro. É possível baixar o catálogo virtual clicando neste link e assistir o processo de realização dos desenhos “in situ” clicando aqui.

Compartir

Relacionado:

Interessante entrevista a José Manuel Santos, novo diretor do Centro de Estudos Brasileiros, na “Gaceta de Salamanca”.
Até 31 de outubre, chamada para o dossiê “Estudos Sociais das Ciências no Brasil”.
Anterior
Próximo