Seminário sobre a Amazônia e o meio ambiente

Um curso online sobre diversos aspectos políticos e jurídicos vinculados ao desenvolvimento desta importante região.

Com o título de “Reflexões políticas e jurídicas sobre a proteção do meio ambiente e as políticas de desenvolvimento na Amazônia”, o CEB e a Fundação Cultural Hispano-Brasileira, organizam um seminário internacional, para abordar alguns dos problemas atuais desta extensa região.

O curso, ministrado em modalidade online, apresenta um formato original. Às terças-feiras, de 4 de maio a 1º de junho, será emitida ao vivo através das redes sociais (Facebook e Youtube), duas mesas redondas formadas por especialistas que tratarão de questões da atualidade: a reação do direito diante das grandes catástrofes ambientais; a responsabilidade das grandes corporações nas políticas de desenvolvimento e conceitos como “ecocidio” e “ecocrimes”, sem esquecer os novos problemas da Amazônia como consequência da pandemia de Covid-19.

O seminário é gratuito e as pessoas interessadas em receber um certificado de assistência devem realizar a inscrição através deste formulário.

Amazônia, uma realidade complexa

O bioma Amazônia, que se estende por nove países americanos, especialmente o Brasil, nos últimos anos, vem ganhando um significado especial a nível global. A necessidade de abordar internacionalmente o aquecimento do planeta, nos conduz à obrigação de preservar os bosques e florestas tropicais e, sobre tudo, o maior entre eles, a Amazônia.

A Amazônia não é um espaço vazio, mas sim está povoado por povos indígenas, com cultura própria e muito vinculada à manutenção das condições do meio ambiente.

Assim, desde finais do século XIX, as matérias-primas da Amazônia, sua fauna e flora, minerais, recursos hidrológicos etc. são objeto da política desenvolvimentista de muitos governos brasileiros, incluindo o atual. A estes objetivos econômicos e, em boa parte vinculados a eles, destacamos que as políticas de neocolonização dos conhecidos como povos originários com conteúdos inaceitáveis, que lesionam os Direitos reconhecidos nas declarações internacionais.

A tensão entre o meio ambiente, direitos dos povos indígenas e políticas de desenvolvimento econômico, com consequências de caráter global, que vão mais além das fronteiras brasileiras, tem como resultado a tensão entre soberania nacional e interesses internacionais. Esta situação não pode ser ignorada e tem que ser objeto de estudo e discussão. A Fundação Cultural Hispano-Brasileira, com o apoio do CEB e da Universidade de Salamanca, propõe um debate neste sentido, com intervenções que aboradão em tema complexo e de difícil solução.

Programa e matrícula

Neste link está disponível o material adicional do seminario. Consulta aqui o programa completo das conferências e inscreva-se.

Fecha y hora

04/05/2021 4:00 pm

Fecha de inicio

04/05/2021

Fecha de fin

01/06/2021

Compartir

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no skype
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Relacionado:

A vida cotidiana das populações originárias do alto Xingú (Mato Grosso, Brasil), como forma de reivindicar um estilo de vida em risco de extinção.
Uma mostra que pretende despertar consciências, de forma didática, sobre a importância de preservar os ecossistemas para as futuras gerações.
Um curso de especialização, destinado a pós- doutorandos, e realizado em modalidad on-line, em colaboração com a Faculdade Instituto Rio de Janeiro.
João Meirelles entrevista Mayra Castro, advogada e especialista em relações internacionais.
Anterior
Próximo