Seminário de pesquisa “Virginia Woolf e as vozes femininas na literatura periférica brasileira”

A quarta sessão do "Seminário de pesquisa Estudos brasileiros na USAL", organizado pelo CEB.

Como parte do seu compromisso com a formação e o aperfeiçoamento acadêmico de especialistas na realidade histórica e atual do Brasil, o CEB organiza o Seminário de pesquisa “Estudos brasileiros na USAL, com o objetivo de oferecer um espaço para divulgar e debatir acerca da produção de conhecimento sobre o Brasil na Universidad de Salamanca.

A quarta apresentação do programa acontecerán na quinta-feira, 2 de março, às 12h00 (CET) e tem como título “Virginia Woolf e as vozes femininas na literatura periférica brasileira: a força da escritura de Conceição Evaristo e Carolina Maria de Jesus como símbolo de liberdade e resistência”. Trata-se do projeto de pesquisa da doutoranda Edymara da Silva Carvalho, orientado pela professora Rebeca Alonso Hernández (USAL) e vinculado ao programa de doutorado em Línguas Modernas da Faculdade de Filologia.

A apresentação será em português e poderá ser acompanhada do vivo através das redes sociais do CEB: Facebook e YouTube.

Sobre p seminário

Em Una habitación propia (1929), Virginia Woolf explora os desafios que as mulheres enfrentaram para ganhar espaço e reconhecimento literário em comparação com os homens, já que a vida doméstica e a falta de recursos econômicos dificultaram e, inclusive, impediam a sua libersade intelectual. O seminário oferece uma leitura das trajetórias das escritoras brasileiras Conceição Evaristo e Carolina Maria de Jesus, e de suas obras Olhos D’agua (2014) e Quarto de despejo (1960), a partir da perspectiva abordada por Virginia Woolf em Una habitación propia. Partindo da obra das escritoras brasileiras, duas autoras que buscam um novo cânone literário baseado na igualdade e no reconhecimento do universo feminino, e dialogando com o clássico de Woolf, busca-se um lugar de expressão e resistência, que proporcione visibilidade e reconhecimento social à voz periférica feminina da produção literária brasileira. Baixe aquí a apresentação em PowerPoint do seminário.

Sobre a doutoranda

Edymara da Silva Carvalho é licenciada em Letras-Língua inglesa pela Universidade Federal do Pará (UFPA, Brasil). Tem experiência no campo da língua e da literatura com ênfase no ensino dos idiomas português e inglês. É mestre em Estudos ingleses avançados: línguas e culturas en contato com bolsa pelo pelo programa Iberoamérica + Ásia do Banco Santander (Universidade de Valladolid, 2018). Desde 2020, é integrante do programa de pós-graduação em Línguas Modernas da Universidade de Salamanca.

Seminários anteriores

Consulte aqui o programa completo do seminário. Os vídeos com as sessões anteriores já estão disponíveis no nosso canal de YouTube.

Fecha y hora

02/03/2023 12:00 am

Fecha de inicio

02/03/2023

Fecha de fin

02/03/2023

Compartir

Relacionado:

O historiador da arquitetura, Pablo de la Riestra, nos aproxima através de fotografias de algumas das mais destacadas obras do barroco brasileiro.
O Dr. Rui Cunha Martins, da Universidade de Coimbra, encerra o III CICSH com uma conferência na qual explora os conceitos de limite e
A doutora Ángela Figueruelo Burrieza inaugura a terceira edição do CICSH com uma conferência sobre a Constituição brasileira de 1824.
Exposição coletiva reúne fotografias produzidas com técnicas antigas como forma de resgate de saberes e das culturas tradicionais de populações brasileiras.
O professor Eduardo Daflon, da Universidade Federal de Mato Grosso, analiza as contribuições latino-americanas e brasileiras na historiografia medieval.
Última sessão da II edição do programa “Seminário de pesquisa: estudos brasileiros na USAL”.
Previous
Next