Exposição “Avenida Paulista”

20 fotografias mostram uma versão cultural e humana do coração financeiro do Brasil.

Na segunda-feira, 28 de novembro, às 12h00, o CEB inaugura a exposição “Avenida Paulista”. A mostra é parte do programa de Residência Artística de Fotografia de 2022, uma exposição assinada pelo fotógrafo brasileiro Emerson Alvarenga Louback com de 20 imagens sobre a Avenida Paulista. A inauguração acontecerá na Sala de exposições do CEB e contará com a presença do diretor do centro, Prof. Dr. José Manuel Santos Pérez. A exposição estará aberta à visitação até 22 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 14h00. Entrada livre e gratuita.

A exposição “Avenida Paulista”

A Avenida Paulista é o coração de São Paulo, a capital brasileira. Ao longo de seus 2,8 km de extensão, a avenida acolhe grandes centros financeiros e empresariais. Mas, nem sempre foi assim. Inaugurada em 8 de dezembro de 1891, a Avenida Paulista não estava emoldurada por nenhuma construção. A empreitada foi assinada por Joaquim Eugênio de Lima, um arquiteto uruguaio, que ali vivia. Localizada num dos pontos mais altos da cidade, a 900 metros acima do mar, a Avenida Paulista foi a primeira rua de São Paulo a ser asfaltada, e seu nome registra a homenagem do arquiteto aos paulistas.

Desde a sua criação, a Avenida Paulista concentrou a riqueza financeira e cultural da cidade de São Paulo. Hoje em dia, de segunda a sábado, a avenida pulsa ao ritmo da grana e de apressados vai-e-vem, mas aos domingos o tempo se suspende. A avenida se abre ao lúdico, ao lazer e torna-se palco de manifestações culturais e artísticas de todos os tipos.

A exposição “Avenida Paulista” reúne 20 fotografias que mostram um domingo na “Paulista”. O fotógrafo brasileiro Emerson Alvarenga Louback registrou as diversas atividades que acontecem na avenida, desde celebrações religiosas, manifestações LGBT, protagonizadas por músicos, malabares e esportistas. Assim, através das imagens que conformam esta exposição, vemos surgir entre a paisagem cortada pela concretude em retas, pessoas e práticas que dão outro sentido ao asfalto, mais artístico, mais diverso, mais democrático. Mais humano.

O fotógrafo

Emerson Louback nasceu em Santos (São Paulo, Brasil), em 1972. Cresceu em Cubatão, onde viveu até 2008, quando se mudou para Santos, onde reside atualmente. Em 2017, cursou Fotografia no Senac, de Santos. A partir de 2018, participou do concurso Urbs Brasil, tendo a foto “Locomoção” impressa no livro Cidades em tons de cinza. As suas fotos participaram da expedição fotográfica “Globo – ‘da janela’” (2020), retratando o período da quarentena durante a pandemia de covid-19. Participou do 1º salão fotográfico “Retratando Santos”, da Pinacoteca Benedicto Calixto (2020). Foi vencedor da menção honrosa no Brasília Photo Show (2021), na categoria Editada/Montagem com a foto “Crucificados pelo sistema”. Autor do livro A cidade jazz, publicado pela editora Ases da Literatura/selo Voart. Além de fotógrafo, é surfista, shaper, design de pranchas de surf e motorista de app.

Lançada em 2014, a Residência Artística de Fotografia é o programa anual do CEB para selecionar propostas expositivas. Como parte da premiação aos projetos selecionados, o CEB oferece uma exposição física no espaço de sua Sala de exposições, com o objetivo de divulgar a produção de conhecimento sobre as iniciativas culturais que melhor transmitem suas diretrizes de promoção da cultura brasileira na Espanha.

Fecha y hora

28/11/2022 12:00 am

Fecha de inicio

28/11/2022

Fecha de fin

22/12/2022

Compartir

Relacionado:

Lançamento da coleção “Pernambuco na independência do Brasil – 1822-2022”, da CEPE editora.
Ministrada pela professora Andréa Doré, a conferência tratará das diferentes representações imagéticas do interior do continente americano.
O CEB acolhe a apresentação on-line do livro “A Supreme Court made in Brazil” do procurador e professor de Processo Civil, Edilson Vitorelli.
Anterior
Próximo