Conferência: “Verdade, liberdade e política. Hannah Arendt e a contemporaneidade brasileira”

O professor Lucas Barreto Dias analisa a proliferação das chamadas fake news a partir da perspectiva da liberdade de expressão no Brasil atual.

Na quinta-feira, 19 de janeiro, a partir das 13h00 (CET), o CEB acolhe a conferência “Verdade, liberdade e política. Hannah Arendt e a contemporaneidade brasileira”, ministrada – em português – pelo professor Lucas Barreto Dias, do Instituto Federal do Ceará (IFCE, Brasil).

O evento acontecerá em modalidade híbrida e poderá acompanhar-se presencialmente no Palácio de Maldonado (Plaza de San Benito, 1. Salamanca) e através das redes sociais do CEB:  Facebook e YouTube. A entrada é livre até completar a lotação.

Os limites da liberdade de expressão

Em âmbito mundial, o tema da mentira penetrou na vida política de forma tão evidente que o término fake news se converteu em um dos problemas mais discutidos do cenário político contemporâneo. Amparadas pela liberdade de expressão, opiniões representativas de opressões históricas começaram a ganhar espaço no debate público, mesmo que para isso tenham que negar os acontecimentos que forjaram a nossa história.

A partir dessa perspectiva, o professor Lucas Barreto Dias explicará que as verdades factuais, ao propiciar a formação de opinião, são condições para o exercício da liberdade política. Assim, o pensamento de Hannah Arendt serve de base teórica a partir de duas ideias fundamentais: i) a legitimidade de “dizer a verdade” frente o possível inconveniente político e ii) os perigos derivados de que a mentira tente dominar as discussões públicas e impossibilitar o debate sobre os fatos e suas interpretações.

Nessa reflexão, o contraponto alude à contemporaneidade brasileira e à difusão das chamadas fake news sob o discurso da liberdade de expressão como objetivo, não de proporcionar autêntica liberdade política, mas de dominação e aniquilamento de um mundo comum, do fim da democracia e da república em vista de uma autocracia.

Sobre o palestrante

Lucas Barreto Dias é professor do Instituto Federal do Ceará (IFCE, Brasil) e do quadro permanente do programa de pós-graduação em Filosofia da Universidade Estadual do Ceará (UECE, Brasil). Doutor em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG, Brasil), é membro do grupo de trabalho de Filosofia Política Contemporânea da Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia (ANPOF), assim como dos grupos de pesquisa: Ética e Filosofia Política (UFC), CENTELHA (IFCE) e GEPEDE (Universidade Estadual do Vale do Acaraú – UVA). Entre as suas áreas de interesse estão a Filosofia Política, a Ética e o Pensamento Científico. Pesquisa sobre a relação entre método e pensamento político de Hannah Arendt, e sobre a relação entre política e formas de dominação.

Fecha y hora

19/01/2023 1:00 pm

Fecha de inicio

19/01/2023

Fecha de fin

19/01/2023

Compartir

Relacionado:

Última sessão da II edição do programa “Seminário de pesquisa: estudos brasileiros na USAL”.
Nova sessão da II edição do programa “Seminários de pesquisa: estudos brasileiros na USAL”.
Oitava apresentação da II edição do programa seminário de pesquisa “Estudos brasileiros na USAL”.
Nona apresentação da II edição do programa de seminário de pesquisa “Estudos brasileiros na USAL”.
Sétima apresentação da II edição do programa do seminário de pesquisa “Estudos brasileiros na USAL”.
Anterior
Próximo