CANCELADO. Conferência: “As cartas em tupi dos indígenas Camarões nas guerras holandesas (1645)”

O professor de tupi antigo, da Língua Geral Amazônica colonial, Eduardo Navarro, tratará sobre o trabalho de transcrição e tradução de um conjunto de manuscritos inéditos.

Na segunda-feira, 18 de julho, às 12h00 (hora local), o Centro de Estudos Brasileiros oferece a conferência “As cartas em tupi dos indígenas Camarões nas guerras holandesas (1645)”, que será ministrada, em português, pelo Prof. Dr. Eduardo Navarro, professor de tupi antigo, da Língua Geral Amazônica colonial da Universidade de São Paulo (USP, Brasil), e com a moderação do diretor do CEB, Prof. Dr. José Manuel Santos Pérez (USAL, Espanha). A conferência acontecerá de forma híbrida, presencialmente na sede do CEB, e será transmitida através do Facebook e do YouTube. A atividade está aberta ao público de forma gratuita.

Sobre a conferência

As cartas dos indígenas Camarões são manuscritos raríssimos, os únicos textos conhecidos em tupi, escritos pelos indígenas no período colonial brasileiro. Há quase quatrocentos anos, a Real Biblioteca de Haia, na Holanda, guarda tais manuscritos. 

Em 1630, Pernambuco foi invadido pelos holandeses financiados pela Companhia das Índias Ocidentais. Toda a costa nordestina, exceto a da Bahia, foi dominada por eles. Depois de quinze anos de dominação, no ano de 1645, começou uma guerra contra a presença holandesa no Brasil, da qual também participaram índios potiguaras (de potĩ – “camarão” + ‘ûara – “comedor”, “o que come”: comedores de camarão). Tais índios, parentes uns dos outros, conhecidos como Camarões, dividiram-se durante o conflito, ficando alguns ao lado dos luso-brasileiros e outros com os holandeses. Naquele ano, durante o início da guerra, entre agosto e outubro, alguns deles trocaram correspondência e suas cartas foram preservadas nos arquivos holandeses. 

Tais cartas foram, pela primeira vez, completamente transcritas, traduzidas e comentadas pelo Prof. Eduardo Navarro, da Universidade de São Paulo, estando prestes a ser publicadas pelo Boletim do Museu Goeldi, de Belém do Pará.

Eduardo Navarro

É professor titular da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, tendo experiência no ensino e na pesquisa do Tupi Antigo, da Língua Geral Amazônica colonial, do Nheengatu e da literatura do Brasil colonial. É licenciado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1984), bacharel em Letras Clássicas (grego) pela Universidade de São Paulo (1995), mestre em Geografia Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1991) e doutor em Letras Clássicas pela Universidade de São Paulo (1995). Fez pós-doutorado no Xavier Institute of Historical Research, em Goa, na Índia (2005).

Fonte: Currículo Lattes.

Fecha y hora

18/07/2022 12:00 am

Fecha de inicio

18/07/2022

Fecha de fin

18/07/2022

Compartir

Relacionado:

Uma exposição coletiva com 40 fotografias que retratam a passagem do tempo no distrito paulista de Paranapiacaba.
Uma mostra espetacular com algumas das obras sobre o Brasil, guardadas na Biblioteca Histórica da Universidade de Salamanca.
Ministrado em modalidade presencial, o curso começa em 5 de outubro com três níveles: A1, C1.1 e Conversação nível avançado.
Anterior
Próximo