Apresentação do livro “ETA catódica”

Maria Marcos Ramos, diretora do CIHALCEP, apresenta o seu último trabalho, um livro sobre a representação do terrorismo do ETA na televisão nacional.

Na terça-feira, 21 de dezembro, às 11h00 (hora local), o CEB acolhe a apresentação do livro ETA catódica. Terrorismo en la ficción televisiva (Laertes, 2021), de María Marcos Ramos, professora do departamento de Comunicação Audiovisual da Universidade de Salamanca e diretora do CIHALCEP.

Partindo da ideia de que durante os últimos anos, coincidindo com a chamada “idade de ouro” das séries, aumentou notavelmente o interesse em abordar a ação do grupo armado, ETA catódica analisa como se mostrou na pequena tela a barbárie etarra. Através da análise de séries e miniséries como Una bala para el ReyEl asesinato de Carrero BlancoEl precio de la libertad, El padre de CaínCuéntame cómo pasóLos hombres de PacoAúpa JosuAllí abajoCuerpo de élitePresunto culpable e, de forma especial, PatriaLa línea invisible, se pretende indagar sobre um tema que, apesar de sua indubitável repercussão na história e na sociedade, foi pouco estudado no âmbito da Comunicação Audiovisual.

O livro trata de aproximar-se a uma série de relatos televisivos que ganham um sentido ético na medida em que cumprem com o “dever de memória” e nos permitem refletir sobre o nosso papel como cidadãos em um conflito que gerou mortes, sofrimento e uma indubitável fratura social. Como complemento, se inclui como apêndice um apartado de entrevistas aos criadores de algumas das séries e miniséries analisadas: Borja Cobeaga, Nacho Faerna, Michel Gaztambide, Ana Murugarren e Félix Viscarret. 

O evento contará com a presença da autora, María Marcos, e do diretor do CEB, o catedrático de Direito penal, Ignacio Berdugo. A apresentação do livro acontecerá no Salão de atos do Palácio de Maldonado (Plaza de San Benito, 1. Salamanca) e será transmitido ao vivo através de las redes sociais: Facebook e YouTube.

Sobre a autora

MARÍA MARCOS RAMOS estudou Comunicaçã0 Audiovisual na Universidade do País Basco. Atualmente, é professora do departamento de Comunicação Audiovisual e Sociologia da Universidade de Salamanca, na qual faz parte do Grupo de Pesquisa Observatorio de Contenidos Audiovisuales (OCA). É professora colaboradora da instituição acadêmica norte-americana IES Abroad Salamanca, diretora do Congresso Internacional de História, Literatura e Arte no Cinema em Espanhol e em Português e secretária acadêmica do Congreso de Novela y Cine Negro. Além disso, é editora dos livros Cine desde las dos orillas: directores españoles y brasileños (Andavira, 2018), A ambos lados del Atlántico: películas españolas y brasileñas premiadas (Ediciones Universidad de Salamanca, 2020) e Joyas escogidas. Pequeñas (pero grandes) películas en español y en portugués (Editorial Dyckinson, 2021), entre outros.

Fecha y hora

21/12/2021 11:00 am

Fecha de inicio

21/12/2021

Fecha de fin

21/12/2021

Compartir

Relacionado:

A exposição traz fotografias com uma grande complexidade técnica e está dedicada a um dos rituais religiosos mais importantes do povo Kariri-Xocó.
O Palácio de Maldonado acolhe uma iniciativa de Cáritas Diocesana de Salamanca que une cultura e solidariedade a favor dos mais vulneráveis.
O volume reúne os trabalhos de importantes brasilenistas de ambos os lados do Atlântico sobre a obra da vencedora do Prêmio Princesa de Asturias
A Filmoteca de Castilla y León acolhe novamente o NOVOCINE, a mostra de cinema brasileiro mais importante do país.
Um curso orientado a profissionais interessados em aprofundar em temas atuales do Direito espanhol em perspectiva comparada.
Anterior
Próximo