As fotos de Vitor Marigo mostram a cara amável e vital do Rio de Janeiro

A partir desta segunda-feira, o Centro de Estudos Brasileiros acolhe a exposição ‘Río vivo’, do fotógrafo brasileiro Vitor Marigo, o segundo dos sete selecionados no programa de Residência Artística de Fotografia 2018.

expo05.03.2018

A partir desta segunda-feira, o Centro de Estudos Brasileiros acolhe a exposição ‘Río vivo’, do fotógrafo brasileiro Vitor Marigo, o segundo dos sete selecionados no programa de Residência Artística de Fotografia 2018.
Rio de Janeiro é a cidade natal de Vitor Marigo, carioca da gema. “Visualmente é uma cidade maravilhosa, mesmo que atravessa momentos difíceis, principalmente por causa da corrupção e da violência”, explica. Por outro lado, “é também o lugar perfeito para a prática de esportes ao ar livre e para o contato com a natureza”, acrescenta. Para Vitor, “mostrar a melhor cara do Rio de Janeiro é uma maneira de ajudar a resgatar o amor do seus habitantes pela cidade e, também, de conseguir que o turismo sustentável desempenhe um papel importante na geração de emprego e renda”. Leia as notícias em Tribuna Universitaria, TV USALEl Norte de Castilla, La Gaceta de SalamancaSalamanca24horas Salamancartvaldia. Escute também a entrevista que o fotógrafo concedeu a Radio USAL.

Compartir

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no reddit
Compartilhar no skype
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Relacionado:

O vencedor da 5 ª edição do concurso é Alysson Fabio Ferrari, com o conto “Futuro do pretérito”, um sorprendente relato sobre o acaso.
O catedrático de Direito Penal da USAL aborda temas como a complexa situação política do Brasil e a injustiça social na América Latina.
O CEB participa novamente da Feira de Boas-vindas da USAL. Venha a conhecer-nos!
Anterior
Próximo